terça-feira , 21 novembro 2017

Reorganização

PT planeja organização interna com nova campanha de filiação e eleições extras nos municípios

A secretária de organização do PT Pernambuco, Ângela Cristina, participou do Encontro Nacional das Secretarias de Organização (Sorg), do PT, realizado em São Paulo, na última segunda-feira, 07, com a participação da presidenta nacional do partido, Gleisi Hoffmann, do ex-presidente Lula e da secretária nacional de organização, Gleide Andrade. A reunião teve como objetivo implementar as resoluções aprovados no VI Congresso Nacional do Partido. Na pauta, os dirigentes discutiram os encontros setoriais previstos para setembro, a reestruturação do partido nos municípios onde não tem direção, além da realização de um nova campanha nacional de filiação.

De acordo com Ângela, foi discutido o Plano de Metas das Sorgs, que prevê a reestruturação das Comissões Provisórias do PT nos municípios, assim como os Diretórios Municipais. Isto, por meio de novas eleições, ou seja, do Processo de Eleição Direta Extra, o Pedex. O processo eleitoral já tem data definida: 03 de dezembro. As inscrições de chapas serão feitas em novembro, quando poderão se inscrever os filiados e filiadas com, pelo menos, 180 dias de filiação na data da eleição, conforme estatuto do partido.

Campanha de filiação

A atualização do cadastro de filiados/as e uma nova campanha de filiação também entrou em pauta, além da realização das eleições dos setoriais e secretarias. A campanha que pretende acolher novos e novas petistas está prevista para 14 de setembro. Pernambuco é o quinto estado com maior número de filiados/as. No entanto, segundo Ângela, é importante ampliar a participação de mulheres, jovens, negros e negras na política, que ainda concentra um maior número de homens, principalmente em alguns municípios.

Em relação aos encontros de secretarias e setoriais, de acordo com Ângela, a orientação é que toda a direção do partido nos estados se envolva no processo, reativando as instâncias que desejem voltar a discutir pautas especificas com a sociedade e reorganizando a eleição daquelas já existentes.

“Os desafios são grandes, mas precisamos nos reorganizar , nos reestruturando para enfrentar esta conjuntura do golpe, e nos preparar para as eleições de 2018, dando voz à base do partido que são os diretórios municípios e os setoriais e secretarias – por onde nossa militância pode atuar e discutir propostas e programas de governo”, afirmou a secretária de organização do PT PE.

Secretária de Organização do PT PE, Ângela Cristina, em reunião das Sorgs com Lula

Conforme a dirigente, seminários de organização devem ser realizados no estado para orientar os diretórios municipais e comissões provisórias.